CASO BRUNO: GUERRA DAS VAIDADES

segunda-feira, 19 de julho de 2010

O afastamento das delegadas Ana Maria Santos e Alessandra Wilke das investigações do Caso Bruno-Eliza Samúdio, me lembrou o que já aconteceu este ano.

O delegado Álvaro Omero foi tirado das investigações do assassinato da cabeleira Maria Islaine em janeiro.

As câmeras de segurança do salão de beleza flagraram Fábio William disparar 9 tiros contra a ex-mulher.

Ao capturar Fábão, que fugiu para o sul de Minas, o delegado cedeu o hangar da Polícia Cívil, no aeroporto da Pampulha para a Rede Globo gravar tranquilamente as imagens do preso desembarcando em BH.

Agora, a tal gravação exibidida no Fantástico em primeira mão no último domingo causa polêmica.

Bruno aparece em conversa informal dentro do avião com policiais.

Durante o trajeto do Rio para BH, ele joga a responsabilidade de tudo nas costas de Macarrão.

Pegou muito mal também:

A entrevista de Alessandra Wilke na mesma reportagem, teve até iluminação especial.

Foi uma exclusiva, enquanto a Polícia já tinha comunicado que só daria entrevistas coletivas.

Dia desses, Rede Record exibiu imagens de Bruno e Macarrão na Penitenciária Nélson Hungria e dentro de uma viatura.

A defesa do goleiro foi até a corregedoria da Polícia Cívil reclamar.

A Secretaria de Estado e Defesa Social informa que nesses casos sindicâncias são abertas para apurar os fatos.

Para informar a população em tempos de tanta oferta de notícias e mídias de informação, vale tudo.

É briga pela audiência, jogos de vaidade policial...

Advogados, juristas, palpiteiros, detetives e aparícios de plantão e até parente do goleiro que acabou preso por querer aparecer demais.

Depois de uma entrevista, o irmão de Bruno que tinha nas costas uma acusação de estupro, acabou nas garras da justiça.

Achei surreal a imagem do intrépido veterinário Fernando Pinto, cercado pela imprensa por causa da possibilidade de se examinar os rotweillers que teriam devorado partes do corpo de Eliza Sampúdio.

E tome patrulha em quem privilegia um órgão de imprensa e despreza outros.

A Folha de São Paulo chegou até a noticiar que o delegado Édson Moreira chefe do Departamento de Investigações é alvo em três inquéritos.

Guerra é guerra!

Nem que seja por ibope, vaidade,ética e pelo interesse da população.

Todos querem um lugar aos holofotes.

0 comentários:

Postar um comentário

Últimos Comentários

Ocorreu um erro neste gadget

Notícias - COPA 2010

  © BLOG ULISSES MAGNUS - Blogger Design by Emporium Digital