EMPATE PREOCUPANTE

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Foto:vipcomm.com.br



Preocupante a atuação do Cruzeiro diante do Inter.

A falta de competência do time para vencer foi gritante.

Já no último jogo contra o São Paulo, ficou claro que a equipe sucumbe a uma forte marcação.

Wagner tentou dar um toque de criatividade, mas fora de forma, pouco rendeu.

Talvez pela falta de ritmo, Bernardo tenha sido uma decepção.

Gérson Magrão deve estar com miopia. Não é possível que um jogador que enxerga bem, toda a hora ignora a linha de fundo e vai com a bola pro meio.

Chega a ser irritante.

A zaga com Thiago Heleno é um sofrimento só.

Wellington Paulista é constrangedor e lamentável.

Sem Kleber, o Cruzeiro pode no máximo brigar pela Sul-Americana.

Com a bolinha que jogou contra o Inter, tem tudo para perder para o Palmeiras e São Paulo na Libertadores.

ARBITRAGEM

Uma vergonha. Antônio Ora Filho já passou da Hora de parar com o futebol. Pior na verdade é quem escala um árbitro desse.

Fora de forma, péssimo técnica e disciplinarmente, só acertou na expulsão do goleiro Lauro.

ARBITRAGEM 2

A diretoria do Cruzeiro protestou diante da arbitragem de Antônio Ora Filho.

Em entrevista, depois do jogo, o diretor de futebol, Eduardo Maluf diz que vai a CBF
reclamar da atuação do juiz.


KLÉBER

O gladiador saiu revoltado do empate com o Inter. Expulso ainda no primeiro tempo, desabafou ao fim da partida. Pensa em sair do país para jogar em paz.
Veja os gols no globo esporte.com ou clique no link:

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 1 INTERNACIONAL

Data: 07/06 (domingo)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Antônio Hora Filho
Público: 16.687pagantes
Renda: R$ 332.191,91
Gols: Magrão aos 5min do primeiro tempo e Wellington Paulista aos 2min do segundo tempo

Cruzeiro
Fábio; Jancarlos (Zé Carlos), Thiago Heleno, Leonardo Silva e Gerson Magrão; Fabrício, Henrique (Bernardo), Marquinhos Paraná e Wagner (Elicarlos); Wellington Paulista e Kléber
Técnico: Adilson Batista

Internacional
Lauro; Bolívar, Danny Morais, Índio e Marcelo Cordeiro (Danilo); Sandro, Guiñazu, Magrão e Andrezinho (Giuliano); Taison e Alecsandro (Michel Alves)
Técnico: Tite

Cartões amarelos: Gerson Magrão, Thiago Heleno e Wellington Paulista (Cruzeiro); Bolívar, Guiñazu, Marcelo Cordeiro e Sandro (Internacional)

Cartões vermelhos: Kléber (Cruzeiro); Lauro (Internacional)

4 comentários:

Clítia Milagres 8 de junho de 2009 17:59  

Uli...não acho que falta de competência não. A vacilada do juiz logo no começo desestabilizou o time que foi reforçada com a expulsão do Kléber. Cruzeiro perdeu muito mais com a falta do Kléber do que o Inter com o gleiro Lauro. Espero que Jonathan se recupere logo...Jancarlos horrível!!
10ª posição não é nosso lugar!

Bessas 9 de junho de 2009 21:47  

A bola que tá jogando é factível sim terminar na zona da sulamericana. concordo com O Ulisses.

Rafael,  10 de junho de 2009 11:07  

Concordo com você sim, Ulisses. Acho que o jogo contra o Inter mostrou que o Cruzeiro, pós a venda do Ramirez, dependerá muito do Wagner e de um velocista no ataque (preferiria o Soares ao Ribeiro, mas com o primeiro só se pode contar para o segundo semestre), uma vez que W.Paulista e Zé Carlos não convencem ninguém. Este, apesar de esforçado, é limitado tecnicamente; já aquele confundi esforço com cavar faltas a todo custo. Parece até que está fugindo do jogo. Mas uma coisa ficou certa desta última partida, o poderio ofensivo do Cruzeiro, aquilo que todos admiravam, está no minimo sob aviso.

Fabricio e Talismar 10 de junho de 2009 12:23  

Enquanto os demais programas esportivos de radio, tv e jornais saíram em defesa do jogador cruzeirense, sustentando uma tese mirabolante de que todos os árbitros e times do país estão perseguindo e impedindo que o atacante “mentiroso” exerça seu trabalho, o Alterosa Esporte foi o único programa a mostrar o que realmente aconteceu na expulsão do jogador Kleber no jogo de domingo passado contra o Internacional.

Parabenizo o programa que, nesse mesmo blog já critiquei, pela coragem de enfrentar a ditadura cruzeirense existente na imprensa esportiva mineira.

Conversando com um amigo que trabalha na emissora descobri que o Cruzeiro está indignado com o programa e que deve haver retaliações cruzeirenses.

Bem, o epsódio serviu para mostrar o quanto são passionais aqueles que se dizem integrantes da imprensa esportiva mineira. O jogador que já foi eleito o PIOR colega de trabalho pelos próprios jogadores, no time azul era tratado como o injustiçado.

O melhor foi também a contraposição entre a fala do atacante, as imagens do lance e principalmente a fala centrada e coerente do goleiro Lauro. Ficou claro que o “Santo Azul do pau oco” não passa de um covarde e mentiroso, que pelo visto, está doido para deixar a toca da raposa.

Falha Nossa:
Após as imagens da Alterosa serem exibidas, não se falou mais sobre o assunto. Nem aqueles que defendiam uma punição exemplar a arbitragem do jogo se manifestaram pedindo desculpas a seus ouvintes, telespectadores e leitores pela interpretação erronia do lance. Ora isso é básico! Mamãe e papai ensinam desde pequeno: “quando erramos temos que pedir desculpas e tentar corrigir o erro”, mas porque a dita imprensa esportiva mineira foge da regra?

Encerro deixando um abraço fraterno ao dirigente do Cruzeiro Maluf, a equipe de transmissão da Itatiaia, ao programa Meio de Campo e aos jornais Hoje em Dia e O Tempo, que na verdade são apenas vitimas do “Gladiador Azul” assim como tantos outros.
www.doistoques.org

Postar um comentário

Últimos Comentários

Ocorreu um erro neste gadget

Notícias - COPA 2010

  © BLOG ULISSES MAGNUS - Blogger Design by Emporium Digital